Opinião

#extraquê?

O normal é o novo extraordinário. Os CTT assumem que vão recuar para manter um serviço público em todos os concelhos e tantos são os elogios e agradecimentos que só falta propor uma comenda para os digníssimos administradores.

Os combustíveis baixam uns cêntimos e é um feito histórico. Quando sobem 4895 vezes seguidas, mesmo com a matéria-prima barata, são os efeitos do mercado e as taxas, os impostos, os custos de logística, as cotações, as incorporações e outras "ões". Quando explicarem em linguagem de gente o mecanismo de fixação dos preços e esses preços fizerem sentido, aí sim, será histórico.

Não admira, por isso, que a TAP premeie com cheques chorudos os trabalhadores que, no fundo, no fundo... trabalharam. Também quero um prémio por levantar-me do sofá. Isso sim, é digno de uma comenda. E eu nem uma selfie com o presidente tenho!

*Jornalista