Opinião

#palitismo

Rita Pereira usou tranças e de imediato gerou-se uma algazarra virtual, porque a atriz estava a cometer o crime de apropriação cultural. As tranças têm dono. Pois um dia destes vi um turista de palito na boca e nem um protesto ouvi. Um sussurro que fosse. Ninguém contestou este crime de lesa-pátria. Andamos nós séculos a aperfeiçoar a arte de pôr o palito a dar piruetas e mortais encarpados na boca, e vem um forasteiro usurpar um dos símbolos maiores do "nacional-tuguismo". Tive que conter-me para não falar. Se lhe vislumbrasse uma unha comprida no dedo mindinho ou o visse a cuspir para o chão, aí, não sei se me segurava. Há coisas que são só nossas! Mas o indivíduo também não se ficou a rir. Vi que a matrícula era espanhola e, mal acabei de almoçar, fui logo dormir uma soneca. Tiram-nos os palitos, mas eu roubo-lhes a sesta!

*Jornalista

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG