Opinião

#aquibem

Hoje, sentei-me no meio da serra Amarela e quase consegui ouvir o bater do meu coração. Num lugar idílico, de lobos, sem os ver, perdi-me na beleza de um país que se consegue percorrer de lés a lés num dia e onde algumas almas lutam para o preservar tão intacto quanto possível. Há outros que o usam apenas para promover o lucro, aumentar a receita municipal através de projetos de turismo em massa, em áreas onde a existência animal deveria ser exclusiva. Pior ainda estamos quando caçadores furtivos usam da fraca capacidade de fiscalizar quilómetros e quilómetros de serra para servir cabeças de animais na sala de jantar. A impunidade é enorme porque não há flagrante delito, nem testemunhas, muitas vezes, apenas e só, corpos decepados. E assim se estraga a pintura de um país que tem na Natureza um tesouro inestimável.

*Jornalista

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG