Opinião

#Jéssica

Pergunto-me como? Como foi possível matar mais uma criança à pancada? Como foram capazes de a torturar dias a fio? Como foi possível não a socorrer? Ela tinha sido sinalizada. O meu tio António dizia ontem que "é de se ficar tolo". E é. Há uns tempos escrevi aqui que me assustava saber de tantos monstros à solta. São tantos. O que me sossega é saber que para cada monstro há muitas mais pessoas do bem, a combater e a prevenir casos destes. A presidente de uma Comissão de Menores contou-me certa vez que lhe tinham literalmente despejado três crianças pequenas à porta. Atiradas de um carro, com uma muda de roupa nos braços. Pobres inocentes. Foi aqui, bem perto do mar. Se uma sociedade - Estado, famílias, instituições - não consegue cuidar das suas crianças, não tem futuro. Agora, foi a Jéssica. Há dois anos, foi a Valentina. Não me esqueci.

*Jornalista

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG