Opinião

O que é um NFT?

Imagine que está no Museu do Louvre a tirar uma fotografia à Mona Lisa. Dá dois passos em frente, arreda os japoneses, liga o zoom do telemóvel - o quadro é mesmo pequeno, pá! - foca através do vidro antibala e dispara: "Click".

Depois vira a câmara ao contrário e faz aquela selfie espetacular agarrado à pessoa amada tendo a obra-prima do mestre Leonardo a decorar o sorriso mais especial do Mundo. Afinal, você acabou de ser pedida em casamento, em Paris, com o quadro seu favorito por pano de fundo.

Esmagada pelo amor, devolve-lhe o carinho num abraço tão apertado que a faz tropeçar e derramar o sumo de laranja - que escondeu sem ninguém ver antes de entrar - em cima do casaco de pele de marta da Sibéria com que o Bono Vox dos U2 se disfarçava visitando o museu abraçado à nova namorada. Uma conhecida "jovem" da política francesa.

Ele grita. Merde! Todos olham, ninguém sabe o que fazer e você também não. Mas logo percebe que o grito não era contra si, mas apenas uma discussão fútil com que o par famoso se revelava ao Mundo.

Chega a segurança e leva dali o casal esperneante em berros de "with or without you", mas o sumo - entretanto espalhado no chão - ainda faz tropeçar um turista japonês, um muito gordo, que atinge com estrondo a parede onde a Gioconda está pendurada, fazendo-a cair. Toca o alarme, as portas blindadas fecham-se e no meio do cenário de pânico e sereias entra a Polícia.

Uma câmara no teto do museu grava toda a cena com a autorização de reprodução global que você deu na compra do bilhete. Quando o museu a vender, editada, no mercado digital global, encriptada em blockchain, ela será um momento único, irrepetível e perpétuo. Que só uma pessoa pode ter. E vender. Quer comprar? É o tal NFT de que todos falam.

*Especialista em Media Intelligence

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG