Opinião

AGE esperança

Notícias do futuro! Graças a uma coincidência cósmica de contornos notáveis - que envolveu um alienígena e uma sorte do camandro - consegui viajar até 2047, data em que se realizou enfim a Assembleia Geral pedida por mais de três centenas de sócios benfiquistas - representantes de pelo menos 10 mil votos, corria ainda o ano de 2020.

O presidente da Mesa lá almejou que finalmente se reunissem todas as condições que exigiu, nomeadamente autorização da DGS, boletim de vacinas em dia, assinatura dos encarregados de educação, cadastro limpo, cuecas lavadas, meias imaculadamente brancas, um terço de Fátima e outro de Lourdes, preenchimento de formulário através de sinais de fumo, que nesse magno encontro pudessem apenas participar presencialmente sócios cujos nomes próprios comecem por X ou Z, com pelo menos 1,90 metros de altura, capazes de cantar o "Ser Benfiquista" em Fá Sustenido, e que sejam ou tenham sido praticantes federados de chinquilho.

Foi uma enorme demonstração de benfiquismo aquela a que assisti, nomeadamente por parte dos intervenientes Zacarias Segismundo e Xavier Hossana, que pediram voto eletrónico certificado, cadernos eleitorais, auditoria independente, urnas seladas, tempo de antena na BTV, e respeito pelos estatutos do clube. O presidente da Mesa da Assembleia Geral, com a sua proverbial disponibilidade, logo se mostrou capaz de satisfazer essas pretensões, marcando de pronto nova reunião para quando voltar a passar o Cometa Halley e, claro, desde que não chova e o IC19 se encontre transitável.

A subir
Lucas Veríssimo. Ao contrário de Everton, Pedrinho, Gilberto, Yoni, sei lá eu, aqui o scouting no Brasil acertou.

A descer
Marcano a defesa-esquerdo? Era preferível continuar aos berros com o engenheiro Luís Gonçalves.

*Adepto do Benfica

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG