Opinião

#boris

O dia 7 de julho de 2022 vai ficar na história como mais um marco no declínio político do mundo. Boris Johnson começou a fazer as malas para deixar Downing Street. Depois de Trump ter saído da Casa Branca em janeiro do ano passado, falta apenas Bolsonaro para se completar a queda de uma lista de governantes que tanto tinham em comum e que tanto tinham para dar ao Mundo. Principalmente a nível do cabelo. Se, dos três, Bolsonaro se distinguia por ser o único com um estilo aparentemente natural, com a testa funda do lado direito, Boris e Donald partilhavam uma cor invejável. Não esquecendo que, ainda que unidos pelo louro (natural e sintético, dependendo do lado do Atlântico), o britânico optava pelo estilo desgrenhado e o norte-americano pela régua e esquadro. Os sucessores têm largas cabeleiras para preencher.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG