O Jogo ao Vivo

Opinião

#Dmytro

Muda o nome e mudam os pormenores, mas a tragédia repete-se. Se na última semana vos falei de Liza, de quatro anos, que morreu vítima de um ataque russo na Ucrânia, hoje falo-vos das fotografias da morte de Dmytro, uma criança que, aos 13 anos, viu a vida terminada à bomba, em Kharkiv. O momento ficou eternizado através das objetivas de vários fotojornalistas, em imagens cruas, difíceis de ver, com o pai a segurar-lhe a mão durante duas horas, de olhar vazio. Questionei-me sobre a pertinência de divulgar imagens tão gráficas. Conversamos na redação sobre o tema. E decidimos publicar, sem suavizar a imagem, porque a guerra não é suave. A guerra é isto. E este é só um exemplo de todas as atrocidades que estão acontecer a quatro mil quilómetros do nosso país, mas cada vez mais distantes do nosso olhar.

*Jornalista

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG