Opinião

#euavisei

É muito deselegante dizer "eu avisei", mas há alturas em que é mesmo o que apetece esfregar na cara dos outros. Quando estamos a avisar o nosso filho que vai cair, ele ignora e acaba a rebolar pelo chão; quando explicamos que algo deve ser feito de uma certa forma, fazem "ouvidos moucos" e o trabalho corre mal; quando alertamos para os perigos das janelas russas e ninguém nos ouve. Claramente, o JN não é lido entre a elite russa, se não o presidente da Lukoil, petrolífera russa que exigiu a Putin o fim da guerra na Ucrânia, teria tido mais cuidado ao aproximar-se da janela de um hospital em Moscovo. Percebe-se que não leu o texto com conselhos para prevenir tonturas que escrevi em março. Resolveu aproximar-se da janela para respirar um pouco do ar de verão da capital russa, teve uma "tontura" e caiu. Eu avisei.

*Jornalista

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG