Opinião

Com bonomia

Aos funcionários públicos e pensionistas que ouvem Peter Weiss, chefe-adjunto da "troika", e Governo meterem os pés pelas mãos acerca dos seus subsídios de férias e Natal, e aos portugueses em geral ouvindo-os "explicar" porque se está nas tintas o desemprego, como o resto da realidade, para as suas previsões, resta - enquanto não se cansarem de vez de tanta navegação à vista e tanta incompetência - a bonomia que, segundo Inhon, o burro depressivo de "Joanica-Puff"/"Winnie-the-Pooh", é uma palavra francesa que significa bonomia.

Convenhamos, de facto, que só com bonomia (ou então, como sugere Ana Cristina Leonardo, à chapada) se podem encarar as "explicações" de Peter Weiss para o facto de, contra todas as previsões da "troika", o desemprego ir já em 15%: "Pode até acontecer [o desemprego] a pedido dos trabalhadores, que é claro que estão interessados em ter uma maior duração do subsídio de desemprego e pedem: 'Em vez de me despedir em Abril, despeça-me em Março'. Pode ser isso (...), porque, como eu disse, nós não entendemos completamente os números".

Onde, em "Winnie-the-Pooh", está Coelho ponha-se "troika" (ou deixe-se ficar Coelho que vai dar ao mesmo): "O Coelho é inteligente", disse Puff pensativamente. "Sim, o Coelho é inteligente", disse Porquito. "E tem miolos". "Sim, o Coelho tem miolos", disse Porquito. Fez-se um longo silêncio. "Acho que é por isso que ele nunca percebe nada", disse Puff.