Opinião

"Pecado contra a natureza"

"Pecado contra a natureza"

Chama-se crime de usura ("pecado contra a natureza", como diz Pound): "Quem, com intenção de alcançar um benefício patrimonial (...), explorando situação de necessidade (...) fizer com que [o devedor] se obrigue a conceder ou prometa (...) vantagem pecuniária (...) manifestamente desproporcionada (...) é punido com pena de prisão até 5 anos (...) se fizer da usura modo de vida".

Em todas as legislações penais da UE existem normas semelhantes. E algo está mal quando comportamentos ética e criminalmente punidos tratando-se de comuns cidadãos deixam de o ser no caso de grandes usurários internacionais que "fazem da usura modo de vida" e dos seus cúmplices em instituições e governos europeus, e quando o devedor é, não apenas um, mas todos os cidadãos de um Estado.

Os juros exigidos à Grécia já vão em 94,59% (!) nas obrigações a um ano. É mais que usura, é terrorismo financeiro.

Pound previu dolorosamente a decadência civilizacional de uma Europa entregue a usurários: "Pietro Lombardo/ não veio via usura./ Duccio não veio via usura/ Nem Pier della Francesca; Zuan Bellini não pela usura/ nem foi pintada "La Calunnia" assim./ (...)/ Não veio igreja alguma de pedra talhada/ com a incisão: "Adamo me fecit"./ Nem via usura St Trophine/ Nem via usura Saint Hilaire/(...)/ O azul é necrosado pela usura/.../ A usura mata o filho nas entranhas. /(...)/ Cadáveres dispostos no banquete/ Às ordens da usura".

Outros Artigos Recomendados