Opinião

#cruz

Amanhã há eleições para o Parlamento Europeu. Sinceramente, pensei várias vezes antes de decidir se falava ou não da importância de votar.

Sabendo que a abstenção há cinco anos foi de 66% e, perante uma campanha confrangedora, custa-me acreditar que esta percentagem possa descer.

Espero estar enganada. Muito enganada. Se estiver, é sinal de que há mais gente a perceber a importância eleitoral. Gente que quer garantir liberdade, democracia, respeito, solidariedade. Gente que aposta em sermos independentes dentro de uma união. Eu voto porque quero escolher. Outros lutaram para que eu tenha uma escolha contra o medo, a repressão, o silêncio.

Estou farta dos que se queixam sem nada fazer. Dos que não votam por conformismo, preguiça, falta de espírito de cidadania. E dos que nos põem, por isso, a todos, uma cruz mais pesada.

*Jornalista