Imagens

Últimas

Miguel Conde Coutinho

#afrase

Vou tentar fazer isto só com uma frase, isso mesmo, uma só frase, sem pontos, apenas com vírgulas, porque é importante que se saiba, que eles saibam, numa só frase, assim é mais fácil perceber, e é melhor que fique claro, que o rosa das pedreiras é bem mais baço do que o rosa da cegueira tecnológica, que enche os palcos e os bolsos e os egos de uns poucos, enquanto esconde quem esvazia a terra, que deixam buracos nos solos e nos corações dos que sobraram das vítimas que se perderam, esse rosa baço como os olhos de decisores com vista cristalina para o rio, esse, todos sabemos qual é, onde eles vão lavando as mãos, as mesmas com que apertam e iluminam temporariamente os cidadãos-sombra que ficam para trás, com pudor de exigir o que lhes é devido, segurança e confiança no Estado, que devia fazer de tudo para ser de todos e para todos, estejam perto ou longe do mar, com varanda ou marquise, tendo painel solar que salva o planeta ou gerador que assassina os desgraçados, e a frase é esta, que é a desgraça deste país, Portugal é Lisboa e a paisagem são restos.