O Jogo ao Vivo

Opinião

#animais

Caçar de barriga cheia parece-me uma contradição insanável, a não ser em circunstâncias rigorosamente bem definidas.

Matar animais como desporto organizado tem pouco a ver com uma suposta mais forte ligação à Natureza, e estar frontalmente contra a morte como entretenimento não é estar alheado da vida campestre - cujos segredos e mistérios alegadamente escapam à elite urbana.

Toda a minha vida vivi perto da morte de animais - em casa, no campo, no mar e na ria - e não aceito a superioridade moral dos bucólicos marialvas, que gostam de dar lições sobre a mortandade. Tirar proveito da finitude que comungamos com a Natureza é fundamentalmente diferente de fazer uso dessa lamentável condição existencial para desprezar seres vivos como divertimento. Lamento, mas entre equiparar animais a pessoas e haver pessoas que se comportam como animais há uma distância onde cabem várias possibilidades em que a Humanidade pode acontecer.

Se a Natureza pode e deve ser usada em proveito do Homem - e isso é indiscutível, havendo regras justas - não podem uns homens violentar de forma sistemática a existência natural, com outro fim que não seja o de satisfazer os seus muito frágeis egos.

*Jornalista

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG