Opinião

#intocáveis

O comportamento de Vítor Constâncio, e de muitos outros nas várias comissões de Inquérito que investigam os escândalos que têm abalado o país, é um tratado em fuga às responsabilidades. Quem decidiu, não se lembra. Quem viu, não estava. Quem falou, não ouviu. E quem ouviu, não diz nada.

Por vezes, tal é o choque, também nos dá vontade de esquecer os milhares de milhões desaparecidos entretanto. E ignorar os sorrisos paternalistas destes intocáveis que se julgam por inerência a salvo dos castigos destinados aos apenas banais.

Acontece que se esquecermos e ignorarmos quem ignora e esquece que é preciso respeitar os cidadãos, é sermos iguais a eles. Celebramos discursos leves, mas vamos sofrendo derrotas pesadas. Eles a rirem-se de nós e nós nem uma palavra que se ouça ou um sobressalto que se veja.

*Jornalista