Opinião

#portugueses

Eu sou português e não tenho culpa de nada, não sou responsável nem responsabilizável, ando na rua como se a rua fosse minha e não de todos, de todos os culpados, que são todos os outros e nunca eu.

Eu sou português e aponto o dedo, sou especialista nisto, em escapar a inspeções e multas e fazer das multas e das inspeções uma obrigação para os restantes, os que não sou eu, porque eu não faço nada de errado, nunca fiz, e quando talvez uma vez, houve apenas aquela vez - quem nunca? -, em que pisei o risco e fiz uma pequena asneira, não houve problema porque não fui apanhado.

Sou português e sou mais esperto do que os outros, a mim ninguém me apanha e eu apanho toda a gente, estaciono mal, mas não faz mal, é só agora, tem mesmo de ser, e toda a gente sabe disso, que eu cumpro sempre, os outros é que não cumprem nada e acham que são melhores do que eu, que não vão ser apanhados porque têm a mania que são espertos.

Português sou e portanto sei tudo, já vi tudo, já fui a todo o lado e tenho a certeza que estamos assim como estamos - pobres, aflitos e fechados em casa a ver a pobreza e a aflição a aumentar - porque todos os portugueses não são como eu.

Jornalista

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG