Opinião

Boas notícias de Lisboa

Boas notícias de Lisboa

Os vícios do centralismo levam-nos por vezes a julgar que de Lisboa só vêm más notícias. Nem sempre é verdade. Esta semana há até dois casos a confirmá-lo.

O ministro do Ambiente vai assinar um acordo com os autarcas e lançar os estudos para a construção de novas linhas de metro e de metrobus. E Fernando Medina dá um bom exemplo, com o programa de erradicação dos automóveis do centro da cidade. Vamos por partes.

O pacote de mil milhões de euros de investimento em transportes na Área Metropolitana do Porto soa a arranque de campanha eleitoral autárquica e favorece a conhecida estratégia socialista de prometer tudo a todos. Mas, leituras políticas à parte, merece aplauso e reconhecimento, num contexto em que o ambiente derrota o automóvel na lista das prioridades das novas gerações. Mil milhões de euros têm que chegar para levar o metro à zona ocidental do Porto e para criar uma nova ligação a Gaia, junto à Arrábida. Mil milhões são suficientes para fechar a linha circular e para criar eixos de metrobus, estruturantes e catalisadores de qualidade de vida, em direção a Matosinhos, a Gondomar e à Maia.

Espera-se agora que os nossos autarcas tenham o bom senso e a elevação para sobreporem o bem comum aos seus interesses paroquiais. O metro não pode ir a todas as capelinhas e as novas soluções em modo ligeiro são sinal de inteligência, não de provincianismo. A sociedade não permitirá que se repitam os erros de planeamento da primeira fase do metro. Os cidadãos exigirão que os milhões (que são dos contribuintes, não do Governo) sejam bem aplicados.

Quanto à medida da Câmara de Lisboa - proibição de veículos a combustão no centro - é surpreendente verificar a forma natural e pacífica como foi digerida e aceite. Trata-se de desenvolver uma tendência em voga a toda a Europa, introduzindo um urbanismo "cool" e verde. Trata-se de uma ideia que merece ser estudada e desenvolvida, uma vez que pode representar uma solução para os problemas de circulação no centro do Porto.

*EMPRESÁRIO E PRES. ASS. COMERCIAL DO PORTO

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG