Opinião

Beijo para o gordo

A mão ondulante, carnuda, na direção da boca, e aquela frase-postal repenicada com que se despedia das plateias televisivas: "Beijo do gordo".

Jô Soares encheu-nos os ecrãs noites a fio, fazendo desaguar, deste lado do Atlântico, conversas enriquecedoras, de uma tremenda elegância e cordialidade, em que o humor polido se alimentava da cultura para se impor de forma natural mas diplomática. Dirão os mais puristas que essa devia ser, por natureza, a tarefa de um entertainer de prime-time, a de agregar públicos em torno de uma luz comum, mas basta olharmos para a arena mediática de hoje para percebermos as saudades que temos de ter desses tempos não tão longínquos. Onde não eram vocais os justiceiros morais e os polícias dos costumes. "Ele conseguia arrasar a pessoa sem que ela pudesse rebater nada", confidenciou Sylvia Bandeira, sua ex-mulher, já depois do anúncio da morte, aos 84 anos, do também escritor e poliglota. Não havia pingo de vulgaridade em Jô, ainda que ele chegasse a todos, aos desajustados, às elites e aos que penam, exauridos, no sopé da cadeia alimentar. No fundo, Jô cumpriu com enorme altruísmo essa aparentemente simples missão de fazer rir toda a gente. E deixou marcas indeléveis nos humoristas portugueses que não se deixaram sequestrar pela máxima vigente que relaciona o fulgor de uma piada com o nível de decibéis com que é partilhada nas subcaves das redes sociais.

Não é a sua geografia corporal que melhor o define, longe disso, mas a capacidade que Jô Soares sempre demonstrou de saber lidar com o seu peso, transformando essa caraterística distintiva numa imagem de marca e não numa debilidade, merece constar nas referências cimeiras do seu epitáfio. Ainda mais nos tempos que correm, em que a busca pela perfeição é uma nova forma de cegueira.

Jô Soares não nos fez apenas mais felizes, ele corporizou essa ideia romântica, infelizmente já perdida, de que é possível rirmos com elegância dos outros mas, sobretudo, de nós próprios.

*Diretor-adjunto

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG