Bancada JN

O capitão gigante

De centrais míticos do meu clube como o Monteiro da Costa, Valdemar ou Miguel Arcanjo (que o meu padrinho garantia ser, até 1984, ano em que morreu, o melhor de sempre) nada posso dizer, são da nossa história e se lá estão é porque merecem.

A primeira dupla de centrais do brasão abençoado de que tenho memória vivida era formada pelo Freitas e o Simões. Bons jogadores, mas longe da qualidade de muitos que lhes sucederam. Veio o Eurico (um dos melhores de sempre), o Celso, o Eduardo Luís (também back esquerdo), o Lima Pereira (líder), o Geraldão, o José Carlos e o grande Fernando Couto. Se esta fornada (que vai aproximadamente de 84 a 96) já tinha uma qualidade extraordinária, o que veio a seguir fica para a história como a mais impressionante do futebol português e mesmo mundial. Ter num pequeno espaço de tempo Aloísio, Jorge Andrade, Jorge Costa (que toca dois períodos), Ricardo Carvalho e Pepe é algo de único e, arrisco dizer, irrepetível.

Depois dessa época, voltamos a ter bons centrais e esses são tão próximos que não será preciso nomeá-los, faço uma exceção para Bruno Alves pelo seu portismo e atitude.

O Pepe chegou em 2004. Esteve connosco três anos e regressou passados 12. Está no meu pódio dos três melhores centrais de sempre do F. C. Porto. O melhor é o Ricardo e ele o segundo muito próximo (o Aloísio fecha o pódio com o Jorge Costa a morder-lhe os calcanhares).

O Pepe é o herdeiro de uma grande linhagem de centrais e impressiona que aos 37 anos esteja a um nível tão elevado. Um capitão que é um grande líder e um portista. Não podia pedir mais.

Em cima

A semana passada escrevi antes de chegarem os três últimos reforços: Sarr, Grujic e Felipe Anderson. Se já achava que o F. C. Porto tinha um bom plantel, com mais estes jogadores fica francamente melhor do que o do ano passado. É o melhor desde o do primeiro ano de Lopetegui.

Em baixo

Longe de mim desvalorizar os feitos dos ciclistas João Almeida e Rúben Guerreiro, mas não deixa de ser estranho que eles tenham tido tanto destaque na comunicação social e a quinta vitória do F. C. Porto na Volta a Portugal pouco tenha passado de rodapé. Enfim...

Adepto do F. C. Porto

Outras Notícias