O Jogo ao Vivo

Bancada JN

Os três magníficos

Quando jogadores e treinadores saem do F. C. Porto e prestaram um bom serviço desejo-lhes boa sorte e rezo para que os que os vêm substituir façam melhor que eles. A minha preocupação vai só para o brasão abençoado e para quem tem o privilégio de o ter ao peito.

Claro está, há profissionais que, por terem sido muito especiais na história do clube, acompanho e torço para que tenham sempre sucesso. É por isso que fiquei muito contente por o José Mourinho ter chegado à liderança do campeonato inglês.

O Mourinho faz parte do grupo dos mais importantes treinadores de futebol da história do F. C. Porto: José Maria Pedroto, Artur Jorge e José Mourinho. Consigo ouvir a voz do meu querido padrinho que desde o céu se zanga comigo e diz: então e o Yustrich? Treinadores campeões tivemos vários e eu até lhe podia responder com o nome de Jesualdo Ferreira, que é o único a sagrar-se tricampeão. Mas sem negar a importância do grande homem brasileiro, não se compara ao que Pedroto fez no clube e no futebol português e aos papéis desempenhados pelos outros dois treinadores.

Pedroto provocou uma revolução e foi decisivo na construção das bases que levaram o F. C. Porto a ser um colosso mundial. Artur Jorge, com a vitória da Taça dos Campeões Europeus, foi o treinador que nos ajudou a ter prestígio internacional. Mourinho foi muito importante para nos colocar no panteão dos maiores clubes mundiais de todos os tempos.

Há um nome comum que enquadra e encabeça os feitos deste extraordinário trio, mas esse é um dos nossos, alguém que não se compara na história do F. C. Porto ou do futebol português com mais ninguém. Basta ser portista ou viver no planeta Terra para saber o seu nome.

Em cima

Ver o F. C. Porto jogar no Alfredo da Silva fez-me recuar quarenta e tal anos na minha vida e recordar-me dos jogos contra a CUF. Nesse tempo, vi lá dois jogos, perdemos um e empatamos outro. Outros tempos. E se o nosso crescimento é fonte de orgulho, a decadência de clubes como a CUF e outros entristece.

PUB

Em baixo

Segundo a PJ, uma espécie de jornal comprou uma entrevista e depois não pagou ao entrevistado por ele não ter dito exatamente o que se queria. A ERC e o Sindicato dos Jornalistas nada disseram. Enfim.

Adepto do F. C. Porto

Outras Notícias