Imagens

Últimas

Ribau Esteves

Liberdade de manifestação

O episódio lamentável da Câmara Municipal de Lisboa, de ter um processo administrativo e político de informar entidades visadas em manifestações que autoriza, além de ter sido devidamente lamentado pelo atual presidente de Câmara, que assumiu o erro e a sua correção, e de ter sido mal abordado pelo anterior presidente da mesma Câmara, hoje primeiro-ministro, como coisa "de balcão", não pode passar pelo país sem que se deixe absolutamente claro que essa prática não tem paralelo na esmagadora maioria dos municípios portugueses.