BENFICA NO CORAÇÃO

Quem foi, ou foram, o(s) mandante(s)?

Quem foi, ou foram, o(s) mandante(s)?

Há pouco mais de um mês, o autocarro do Benfica foi atacado, tal como as casas de alguns jogadores e do, então, treinador, que foram os alvos escolhidos para ataques anónimos da mais pura e ignóbil intimidação!

As semanas passaram e o tema perdeu visibilidade!

Só que eu não o esqueço!

Não esqueço que aquele tinha sido o jogo de arranque da fase do campeonato pós-covid, com um resultado que não tinha sido positivo, mas que deixava tudo em aberto!

Depois desse empate (e com a derrota do nosso adversário) estava tudo muito longe de estar perdido, devendo aquele momento ter sido de união e de proteção do treinador e do plantel.

Não esqueço que, apesar dos seus erros, Bruno Lage esteve sempre sozinho a assumir todos as falhas na gestão, todos os erros de "casting", todo o "ódio" pelos maus resultados que se foram sucedendo.

Do Benfica, sobre o assunto, tivemos um comunicado.

Porque declarações estruturadas e pensadas do presidente do Benfica, apenas uns dias depois, classificando o ataque de "nojento e maquiavélico".

Eu concordo!

E por não querer que tudo fique em "águas de bacalhau" - como disse Luís Filipe Vieira - a minha preocupação é saber quem mandou ou quem teve a ideia.

Quem é que forneceu as localizações dos domicílios dos jogadores e do treinador?

Quem é que informou que o autocarro passaria ali, naquele curto espaço de tempo?

Não vou pelo caminho fácil e conveniente de culpar grupos de adeptos.

O mais importante que temos de descobrir é saber - doa a quem doer - quem é que ordenou estes ataques inaceitáveis.

E (também sobre isso) não me calarei!


A subir

O comportamento dos adeptos do Benfica em dias de jogo. Civismo e respeito pelas autoridades, mesmo que essas autoridades demonstrem um excessivo zelo, não visto no dia a dia ou noutros locais, quanto a ajuntamentos.

A descer

Em tempos de pandemia e com o número de casos confirmados a multiplicar-se pelo país fora, é incompreensível a passividade das autoridades do Porto perante o que se passa antes dos jogos do terceiro clube mais antigo da cidade, depois do Boavista FC e do Sport Club do Porto. Esperemos que, a bem da saúde pública, tal não suceda novamente!

Outras Notícias