Bancada JN - Benfica no coração

Um Benfica em contraciclo (ou o medo...)

Um Benfica em contraciclo (ou o medo...)

Nos cinco maiores campeonatos da Europa houve um corte de 60% na despesa de aquisição de passes de jogadores. No Benfica gastou-se mais 55%.

Ao mesmo tempo que se investia 100 milhões de euros em novos atletas, as receitas caíram de 176M€ para 76M€.

O que dizer de quem põe o futuro do Benfica em risco e ainda diz que boa gestão é investir durante a pior crise mundial da história (e encher os bolsos a empresários)?

Porque se a saúde financeira do Benfica fosse real - como nos apregoam - Lucas Veríssimo, que Jesus exigiu, chegaria hoje! O problema é que o Benfica não terá 6M€ para o pagar a pronto.

Tal como não teve para Rúben Semedo, outra escolha geradora de um mal-estar crescente entre Vieira e Jesus.

Ou será que não haverá dinheiro a não ser para comprar jogadores do "parceiro estratégico"?

Conseguimos gastar 15 milhões num central de 32 anos, que rendeu comissões a Jorge Mendes...

Fechado o mercado de transferências, temos o centro da defesa em construção no estado que aqueles dois golos sofridos em casa com o Farense mostraram!Com Ferro apontado à saída em janeiro e uma incógnita de 20 anos acabada de chegar ao futebol nacional.

Para os que não perceberam ainda, esta é uma das razões por que digo e repito: o Benfica não é um negócio!

Mas a comunicação oficial insiste na propaganda e veio dizer que o Benfica foi o sexto clube da Europa que mais gastou porque a SAD tem solidez financeira.

Em Espanha e na Itália, só Barcelona e Juventus gastaram mais, e são candidatos naturais à vitória na Liga dos Campeões, enquanto o Benfica vai viver das migalhas da Liga Europa (o tal não apuramento que nos "obrigou" a vender Ruben Dias)!

O desnorte é de tal dimensão que se empresta um atleta que nos diziam que ia ser dos maiores sucessos do Seixal - Tiago Dantas -, a quem foi colocada há um ano uma cláusula de rescisão de 88M€, com, segundo indica a imprensa estrangeira, uma cláusula de compra, para o Bayern, de 8 milhões.

Eles agem (e querem continuar a agir) como se o Benfica fosse deles!

Mas o Benfica é nosso!

A subir

As contas dos empresários à custa das contas do Benfica!

A descer

As contas do Benfica à custa das vendas e das compras feitas por todas as razões menos as desportivas! E, já agora, dos empréstimos, essa nova descoberta da gestão do Benfica!

*Adepto do Benfica

Outras Notícias