Opinião

Audácia

Há sempre diversas perspetivas para se encarar o mesmo facto. Mas há perspetivas distintas que tentam, conscientemente, deturpar o próprio facto.

Vem isto a propósito da "polémica" que se gerou sobre a escolha de diversos cabeças de lista da CDU às próximas eleições legislativas. Factos: a CDU anunciou como cabeças de lista aos círculos eleitorais da Europa, Viana do Castelo, Leiria e Viseu, respetivamente, Rita Rato, Jorge Machado, Heloísa Apolónia e Miguel Tiago, todos prestigiados deputados, com provas dadas, relevantes intervenções e notoriedade pública.

Naturalmente que esta aposta demonstra audácia, procurando, em círculos eleitorais difíceis, apresentar nomes que, pelo seu prestígio, levem ao reforço das posições da CDU.

Mas alguma Comunicação Social encarou estas nomeações como "saneamentos". O "Público" começou por titular "Heloísa Apolónia sai do Parlamento" (posteriormente, e sem corar, lá mudou o título para "em risco de sair do Parlamento"). A Antena 1, órgão público, dedicou a sua Antena Aberta ao tema, introduzindo-o da seguinte maneira: a CDU encontrou uma forma "refinada" para "afastar" do Parlamento alguns nomes de peso, naquilo que considerou como "despedimentos com distinção"......

O mais grave, para além da deturpação da realidade, é que estas "coberturas" partem do pressuposto de que as eleições não servem para nada porque os resultados estão feitos (Comunicação Social que depois se "preocupa" com a abstenção...). Esquecendo, por exemplo, que a CDU, passados 20 anos, recuperou o seu deputado pelo Algarve.

Pela minha parte prefiro candidatos destes que aceitam difíceis desafios do que aqueles que se envolvem em tricas para assegurar o "lugarzinho"...

Engenheiro