Bancada JN

Alta comédia

As duas frases mais pronunciadas em Portugal, nas últimas semanas: "Amanhã vai chover" e "Amanhã, o Sporting ganha"! A "lagartada" está imparável! Até já gosto do Adán, quando o meu preferido era Max por prometer muito.

Pois a vitória do Sporting sobre o Braga muito se deve ao guarda-redes espanhol! Defesas incríveis! E o Porro? Que lateral direito! Andamos com a "estrelinha", dizem os comentadores afectos aos rivais. Pergunto: Em que lugar joga o "estrelinha"? Mas qual Paulinho, qual carapuça! O esloveno Sporar e o T.T. chegam para as encomendas! Quanto aos próximos jogos, o "senhor que se segue".

E, agora, senhoras e senhores, leitores desta crónica, apresento-vos os recentes grandes momentos de "alta comédia". Jorge Jesus (entrevistado na passada semana): "Por aquilo que Pizzi tem representado este ano, e por aquilo que ele tem representado no futuro, antes de eu chegar, tanto, o Pizzi é um jogador influente na equipa."

Noutro capítulo, vamos ao debate das presidenciais. André Ventura, ex-comentador de futebol, versus João Ferreira, deputado do PCP. Da gritaria simultânea, ficámos a perceber: "Kjdhdfwkj kjjjj mdiuh..." Tino de Rans, respondendo a Ricardo Araújo Pereira: "Sabe o que é o futebol, não sabe? Tudo gira à volta das taças.......Sabe o que é os pneus Michelin? Também sabe o que são amores? O pão é o segundo alimento que nós ingerimos depois do leite! Também sabe o que é o leite?" Debate Marcelo Rebelo de Sousa/Marisa Matias: ficámos a saber que o presidente/candidato está apaixonadíssimo por ela!

+ O Sporting soma e segue! As contratações milionárias olham para nós, para cima! Esperamos não lhes causar torcicolos!

- A morte de Carlos do Carmo. Um artista e uma pessoa excepcional! Em 1980, o Carlos convidou-me para fazer a primeira parte de um concerto seu, em São Paulo, Brasil. Aproveitei e recebi o prémio "Canoas do Brasil", que antes me fora atribuído. Aceitei sem reticências, pois tinha interrompido a minha carreira de actor para começar aquilo a que eu chamo "acidente de percurso": a música. O empresário não nos pagou! Palavras de Carlos: "Victor, tu não tens culpa de nada disto. Eu é que te convidei, eu é que te pago!". E pagou! Por aqui se pode ver o colega e ser humano que era o Carlos do Carmo! Partiu um dos maiores artistas portugueses de todos os tempos. Eu, que detestava o fado, fiquei a gostar depois de o ouvir. Adeus, meu caro amigo. Até qualquer dia.

O autor escreve segundo a antiga ortografia

PUB

Adepto do Sporting

Outras Notícias