Bancada JN

O sapo e o escorpião

Com Frederico Varandas é só recordes! E já nem falo em dívidas e contratos não cumpridos! Refiro-me ao "desafio" entre treinadores despedidos e membros da direcção que se despedem! No fim do "tempo regulamentar" o resultado é de 6-6! Preparem-se para o "prolongamento"!

Esta semana falou-se na "aproximação" entre Varandas e Luís Filipe Vieira. Isto fez-me lembrar a fábula do sapo e do escorpião! O escorpião (Filipe Vieira), que não sabe nadar, pede ao sapo (Varandas) que o leve às costas na travessia do rio. O anfíbio, contra a sua vontade, lá entra no "caldinho" e, a meio do percurso, leva com a picada do artrópode! Durante o afogamento de ambos, no meio da aflição, diz o escorpião ao sapo: "Desculpa, é a minha natureza!"

O defesa central Coates, li, disse estar muito satisfeito com as ideias tácticas de Rúben Amorim. Aposto que o treinador já lhe deve ter dito: "Ouve lá, olha que os golos são na baliza contrária!"

José Fernando Rio e Nuno Lobo concorrem esta semana contra Pinto da Costa nas eleições do F. C. Porto. Ao contrário da célebre frase "prognósticos só depois do jogo" eu, antecipadamente, já conheço o resultado!

Vem aí o futebol. Com estádios vazios. É a vida. E o momento que atravessamos. Vamos ignorar a conversa patética, ofensiva e desestabilizadora de alguns presidentes de clubes. Vamos fazer de conta que não existem caciques que pretendem, nos bastidores, controlar o poder à custa de expedientes. O que interessa é que vem aí o futebol! O jogo mais amado do planeta! Vamos fazer de conta que os árbitros são humanos e que não existem, em algumas bancadas, terroristas que matam pessoas! O grande jogo está de volta, agora só em nossas casas, sem a vibração das multidões, mas com os artistas que nos dão a alegria da vitória e a tristeza da derrota. Alguns, geniais, mágicos, no limiar da arte!

O presidente comunista-capitalista da China, Xi Jimping, prepara-se para impor "leis de segurança" em Hong Kong. Não sei mandarim, mas a tradução destas leis deve ser, mais do que certo, "cacetada neles"! Eram 10 horas da manhã da última sexta-feira quando li esta notícia. Coincidência das coincidências, encontrava-me na casa de banho e, horas antes, tinha jantado uma valente feijoada! Ainda por cima, este comunista bilionário, que só deve comer cãezinhos Yorkshire Terrier ao jantar, chama-se Xi(xi)!

"Há momentos em que se tem a ilusão de nos termos libertado..." (Italo Calvino).

O autor escreve segundo a antiga ortografia

Adepto do Sporting

Outras Notícias