Partilha

Carla Matadinho: "Segura para desfilar ao lado das meninas de 20 anos"

Sara Oliveira

Carla Matadinho

Foto Direitos Reservados

Aos 38 anos, a empresária e produtora de espetáculos voltou à passarela, numa fase em que assume a vontade de voltar à televisão.

"Fui manequim a vida inteira." A frase é de Carla Matadinho, que aos 38 anos voltou à passarela a convite do designer Gio Rodrigues. "Continuo a fazer desfiles sempre que me façam sentido, como neste caso. Além disso, fisicamente sinto-me perfeitamente bem e segura para passar ao lado das meninas de 20 anos", disse ao JN nos bastidores da apresentação.

Atualmente, a ex-modelo é diretora-geral da produtora Yellow Star Company, que fundou com o marido, Paulo Sousa Costa. Depois do sufoco provocado pela pandemia, com o cancelamento dos espetáculos, Matadinho aplaude o "regresso da normalidade com segurança". Para ela, o trabalho como produtora "é uma vida muito intensa e desgastante, de muita responsabilidade. Estou sempre a criar o meu próprio trabalho e o trabalho que dou a dezenas de pessoas. Eu não posso pensar só em mim, mas em muitas famílias".

Carla Matadinho gosta do que faz, mas assume ter "saudades de fazer mais coisas" em televisão. Um dos últimos projetos que teve no pequeno ecrã foi a rubrica "Mamã cheguei", no programa "Praça da alegria" (RTP), mas há muito que está afastada. No entanto, diz, "não foi opção retirar-me por completo. Foram as circunstâncias. Agora, com os meus filhos mais crescidinhos e a empresa encaminhada, gostava de fazer outras coisas".

Conduzir "um programa cultural, de jogos ou de moda" são algumas possibilidades para quem, como ela, adora "comunicar e fazer entrevistas a pessoas interessantes". Além disso, "também tenho saudades de apresentar eventos".

Mãe de Sebastião, de quatro anos, e Letícia, de nove, Matadinho já reconhece talento na filha mais velha, adivinhando que vai ser atriz. "É muito virada para as artes e já participa nos nossos espetáculos."