Aniversário

Um ano sem Sara Carreira

Sara Oliveira

Sara Carreira

Foto Direitos Reservados

Foi a 5 de dezembro de 2020 que a filha mais nova de Tony Carreira morreu. A sua memória inspira agora solidariedade em prol de outros jovens.

Há um ano, a notícia um acidente, ao final da tarde, na A1, perto da saída para Santarém, surgiu como alerta, antes da confirmação, perto das 10 da noite, que a vítima mortal era Sara Carreira. Aos 21 anos, a mais nova dos três filhos de Tony Carreira não resistiu aos ferimentos e o óbito foi declarado no local do desastre. Ao volante do jipe ia o namorado, o cantor Ivo Lucas, agora arguido após concluída a investigação ao acidente. É acusado de homicídio negligente, por conduzir a velocidade excessiva (128 km/h). O acidente envolveu outras duas viaturas, sendo também imputadas responsabilidades aos seus condutores.

"Obrigada"

Ainda sem superar o golpe, a família Carreira levantou-se à conta da solidariedade. No início de maio, o anúncio da criação da Associação Sara Carreira materializou a homenagem a quem morreu deixando muitos projetos por concretizar. A iniciativa tem como objetivo ajudar outros jovens a concretizarem os sonhos. Com o apoio de padrinhos de diferentes áreas, há já 21 bolseiros a investirem na sua formação.

"Obrigada" era a palavra que Sara Carreira mais usava, revelou a mãe. Esta semana, Fernanda Antunes repetiu-a para agradecer a todos os que se juntaram à causa. Foi depois da Gala dos Sonhos, que se realizou na passada quarta-feira no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, juntando artistas e figuras conhecidas da televisão.

Durante a transmissão televisiva, na SIC, foram amealhados mais de 207 mil euros para a associação, provando que "a dor, quando transformada em amor, espalha sorrisos". Esta frase marcou a noite, num tributo a Sara. Tony Carreira cantou com os filhos David e Mickael. "A Sara era a luz, era a alegria. Era a mulher da minha vida", disse o artista em maio.

Um disco com "História"

Asas tatuadas na pele foram a forma de David Carreira e da namorada, a atriz Carolina Carvalho, perpetuaram a existência de Sara Carreira, e todos os meses, no dia 5, há uma partilha a ela dedicada. Bárbara Bandeira também não esquece a melhor amiga, extravasando regularmente as saudades.

À venda desde ontem, o disco "A minha história" devolve a voz de Sara Carreira à atualidade através de oito temas por ela interpretados, além de uma regravação de "Leva-me a viajar" com a participação de mais de 30 artistas portugueses.

Sara tinha iniciado uma carreira na música, seguindo as pisadas do pai e dos irmãos, e era apaixonada por moda. Pouco antes da tragédia, tinha lançado a própria marca em parceria com a designer Micaela Oliveira. Estava "muito feliz e grata" e regressava do Norte, depois de levantar algumas peças da coleção, quando o pior aconteceu, chocando um país que não a esquece.