EUA

Britney quer recuperar a sua vida e vai falar pela primeira vez em tribunal

Britney quer recuperar a sua vida e vai falar pela primeira vez em tribunal

Britney Spears fez um pedido para dirigir-se ao juiz do Tribunal de Los Angeles, EUA, no processo que opõe a estrela da pop contra o pai, que controla a sua vida pessoal e profissional desde 2008.

Aos 39 anos, Britney Spears pediu para falar em tribunal pela primeira vez sobre a tutela do pai Jamie Spears. Já com uma batalha judicial de longos meses em curso, esta será uma das audiências mais significativas do caso - que acontecerá em junho - e terá a versão da própria cantora numa sala do Tribunal de Los Angeles. Até então, tudo tinha acontecido com intermediação dos advogados da estrela da pop, sem que esta se dirigisse publicamente sobre o assunto.

O advogado Samuel Ingham requereu esta terça-feira, 27 de abril, um pedido de audiência para que a sua cliente, Britney Spears, pudesse dirigir-se "diretamente ao tribunal". A intenção terá sido da própria cantora, que se mostrou determinada em falar com o juiz o mais depressa possível. O Tribunal de Los Angeles aceitou e, por isso, a 23 de junho, será possível ouvir da própria voz de Spears o que pensa e sente sobre a tutela do pai.

Contudo, ainda não é claro quais os temas em que a estrela da pop irá focar-se em tribunal. Durante o ano de 2020, a cantora de 39 anos começou uma luta judicial com Jamie Spears, para que este deixasse de gerir a sua carreira e controlar as suas finanças. Desde 2008, quando Britney foi internada num hospital psiquiátrico, que o pai assumiu a tutela da filha.

Na altura, como a própria chegou admitir, a ajuda do progenitor foi essencial para reaver e segurar a sua carreira como cantora. Britney Spears emergiu do caos da imprensa tabloide, onde as polémicas da vida pessoal eram sinónimo de vendas, receitas e perseguições. A cantora lançou álbuns, deu concertos e participou em inúmeros programas de televisão. Tudo com a orientação de Jamie Spears.

Porém, quase nas quatro décadas de vida, Spears quer recuperar o controlo. O documentário do jornal "The New York Times" divulgado no início deste ano veio amplificar parte da "luta" da cantora, cujos fãs reúnem-se à porta do tribunal de Los Angeles, sempre que há mais uma audiência do caso.

Em fevereiro deste ano, Britney teve uma pequena vitória: Jamie Spears foi afastado do controlo total da tutela, tendo agora uma responsabilidade parcial. A empresa independente de gestão de fundos, Bessemer Trust, foi nomeada pela Justiça americana para participar na tutela da cantora. Porém, não é claro se esta nomeação já entrou em vigor.

PUB

Depois de 23 de junho, haverá uma outra audiência em julho, em que mais uma vez os advogados da estrela da pop vão continuar a discutir e bater-se pela saída definitiva de Jamie Spears do controlo da vida da filha. Até lá, Britney recusa-se a voltar aos palcos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG