Televisão

Cláudia Vieira admite possibilidade de vir a casar com o namorado

Cláudia Vieira admite possibilidade de vir a casar com o namorado

Depois de anos a garantir que não pensava numa união, a apresentadora do programa "O noivo é que sabe", da SIC, diz agora que era capaz de ficar convencida a subir ao altar se João Alves a surpreendesse.

A hipótese está em cima da mesa. Depois de muitos anos a relativizar a possibilidade de casar - já era assim no tempo do namoro com Pedro Teixeira, de quem tem a filha Maria -, Cláudia Vieira admite, em entrevista ao JN, que era capaz de dar esse passo com o namorado atual. A condição: que João Alves, o pai da filha mais nova, Caetana, a surpreendesse e organizasse a cerimónia. É isso que acontece com os futuros maridos do programa "O noivo é que sabe", na SIC.

"Podia ser o meu noivo a organizar. É interessante ter o cunho dos dois, mas confiava perfeitamente no João para organizar um casamento. Tem a ver com personalidade e com o gosto dele. Tudo iria resultar, porque não tenho esse dia formatado na minha cabeça", confessa. "Ia de ânimo leve. Se calhar no momento diria que gostava de ter tido um vestido assim, mas iria ser sempre agradável, porque o João não me ia deixar mal."

Sobre o programa que apresenta, e que arrancou a liderar audiências, confessa que gostou de se ver. "Vi-me a ser eu, espontânea, às vezes com excesso de expressividade, que é uma característica minha (risos). Achei que a minha entrega estava lá e era visível."

Distanciamento social

O pior é o distanciamento social a que toda a equipa está obrigada. "É cansativo ter de manter distâncias e evitar abraçar as pessoas que estão a casar-se! O programa é uma coisa de pele, que é algo que me caracteriza", acrescenta.

Quando o diretor de Programas da SIC, Daniel Oliveira, lhe lançou o desafio, Cláudia Vieira aceitou de imediato. Mas havia algo que a poderia condicionar. "Não era um formato que me visse a apresentar. Sabia que era para fazer, mas fiquei expectante. Nunca casei, sempre assumi que não era uma coisa que desejasse e um formato de casados... achei que era para uma pessoa que visse o casamento como algo incrível".

O próximo projeto pode passar pela "ficção", mas a atriz de 42 anos até se imagina a fazer diretos, como acontece com Diana Chaves ("Casa feliz") ou Débora Monteiro ("Domingão"). "Quando há vontade de crescer no entretenimento, tem de se estar disponível. Aproveito para elogiar publicamente as duas, mas principalmente a Diana, que teve ali um fardo grande. Naquele fim de semana (saída de Cristina Ferreira para a TVI) todos tivemos de reagir e ela, não tendo a estaleca dos diários, mostrou coragem, entrega e evolução", conclui Cláudia Vieira.

Outras Notícias