Acusações

Ex-mulher de Marilyn Manson nega alguma vez ter sido abusada

Ex-mulher de Marilyn Manson nega alguma vez ter sido abusada

Depois de o músico ser acusado de violar várias mulheres, Dita Von Teese garante que não se identifica com o relatado.

Aos 52 anos, Marilyn Manson está nas bocas do mundo e não é pelo seu talento musical, mas sim por estar a ser acusado de abuso sexual por cinco mulheres, entre as quais a ex-companheira e atriz Evan Rachel Wood. Indiretamente atingida pela polémica, a também atriz Dita Von Teese, com quem o artista foi casado durante sete anos, já reagiu, não para o defender, mas para explicar que os anos de vida juntos nada tiveram em comum com as denúncias agora conhecidas. "Se tivesse sido assim, não me teria casado com ele", sublinhou a modelo e bailarina de burlesco, assumindo que tem "estado a processar as notícias que foram divulgadas na segunda-feira".

No texto publicado nas redes sociais, Von Teese agradeceu as preocupações, recordando o tempo em que o relacionamento com Manson durou. O casal começou a namorar em 2001 e casou-se em dezembro de 2005. "Fui-me embora 12 meses depois devido a infidelidade e abuso de drogas", acrescentou.

Numa nota final, Dita Von Teese lembrou ainda que os abusos, "sejam de que tipo forem, não devem ter lugar numa relação". Por isso apelou "a todos os que sofreram de abusos que deem passos no sentido da cura e da fortificação para que se sintam em paz consigo próprios".

Rose McGowan namorou com Manson entre 1999 e 2001 e também já comentou as revelações, assegurando que "ele não era assim". "Mas isso não quer dizer que ele não tenha sido assim com outras, antes ou depois disso", ressalvou.

Banido da música e da TV

Foi na passada segunda-feira, nas redes sociais, que a atriz Evan Rachel Wood relatou os abusos sofridos durante o relacionamento com Marilyn Manson entre 2006 a 2010, e não tardou que outras quatro mulheres se juntassem nas acusações.

PUB

O cantor já negou as acusações, apontando-as como "distorções da realidade": "As minhas relações íntimas têm sido sempre inteiramente consensuais com parceiros de mente semelhante. Independentemente de como - e do porquê - outros estão agora a escolher mal-interpretar o passado, essa é a verdade".

As denúncias já tiveram consequências na carreira de Manson. A editora Loma Vista informou que deixará de "promover o seu álbum, com efeito imediato", além de que nunca mais quer "trabalhar com ele". As séries de televisão em que o artista participava também se demarcaram e a sua personagem será apagada do episódio de "American gods" que tinha gravado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG