A história de...

Filmes 3D em português

Filmes 3D em português

Jovem de Barcelos descobriu uma nova área, investiu e foi premiado. Criou a primeira empresa lusa de filmes 3Dimensões.

Um jovem de Barcelos vai abrir em Janeiro a primeira empresa de produção de filmes 3D no país, "Hypercube - Produções Estereocópicas". Marco Neiva, de 24 anos, fez o primeiro conteúdo em Portugal a três dimensões (3D), com alta definição, cenário real ("live action") e em formato Blu-ray 3D. O documentário "Viagem às Maravilhas de Barcelos", sobre o património do seu concelho, foi levado ao National Association of Broadcasters Show, em Las Vegas, nos EUA, tido como maior evento do mundo ligado ao audiovisual.

"Sou sozinho: capto imagem, edito, realizo. Revelo tudo o que faço ou sei, o que me torna parceiro em vez de concorrente", vinca. Licenciou-se em Computação Gráfica e Multimédia pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo. Como "nada havia escrito em português" investigou online, em manuais ingleses e comprou equipamento lá fora. Criou o fórum estereoscopia3d.wordpress.com, o evento www.3dingames.com e levou o fenómeno a várias "lan party". Expôs a tecnologia em cursos de Multimédia, Marketing e Turismo, como no Politécnico do Cávado e Ave.

Marco Neiva foi ainda convidado pela Sony para fazer palestras a realizadores e produtoras, como a SIC e a RTP, no âmbito do projecto europeu Sony Star RoadShow. Marco quer continuar a promover o meio e tenciona "integrar tecnologia software e hardware, como os videojogos em salas de cinema ou fazer aplicações tridimensionais no Google Earth".

Viu pela primeira vez um filme 3D, "Beowulf", há dois anos, em Braga. Comprou logo óculos e monitor 3D e duas câmaras. "Demonstrei aos colegas de curso, nem o professor conhecia, e decidi fazer tese na área", explicou. A primeira parte era investigar, a segunda produzir um filme (no caso, "Viagem às Maravilhas de Barcelos") e a terceira o plano de negócios. O projecto foi premiado no Poliempreende - Concurso de Empreendedorismo dos Politécnicos Portugueses, com incentivo de 2000 euros e apoio para criar a empresa.