Gente

Herdeiros deixam de beneficiar com imagem de Marilyn Monroe

Herdeiros deixam de beneficiar com imagem de Marilyn Monroe

Os herdeiros de Marilyn Monroe lucraram indevidamente com os direitos sobre a imagem da atriz. Um tribunal norte-americano desmontou a armadilha e, a partir de agora, ninguém vai ter de pagar para utilizar imagens de um dos rostos mais famosos em todo o mundo.

Assim, os herdeiros da atriz decidiram, logo após a sua morte, em 1962, que a residência oficial de Marilyn era o estado de Nova Iorque - onde tinha uma casa - para evitarem o pagamento da quantidade de impostos que o estado da Califórnia - onde a atriz residia e acabou por falecer - exigia.

No entanto, esta decisão não beneficiava os herdeiros no que dizia respeito aos direitos sobre a imagem da atriz. Então, estes conseguiram contornar a situação e lucraram indevidamente com os direitos sobre a imagem de Marilyn uma vez que, no lugar de seguirem as restritas leis do estado de Nova Iorque quanto a esta situação, beneficiaram da legislação menos rígida do estado da Califórnia.

A polémica surgiu quando os herdeiros levaram a tribunal várias bibliotecas de imagens por utilizarem "indevidamente" a imagem da atriz. Tal como fizeram nos últimos anos, tentavam que as bibliotecas lhe pedissem consentimento e lhes pagassem para usar imagens da atriz.

"Os representantes de Monroe tomaram uma decisão sobre o domicílio da sua morte há 40 anos atrás, mas decidiram mudá-la para se beneficiarem economicamente", diz fonte do tribunal que julgou o caso. Para além disto, a mesma fonte acrescenta que os herdeiros "trataram de convencer o estado da Califórnia para que criasse direitos que não existiam quando ela morreu".

"A luta pelos direitos de exploração da imagem de Marilyn Monroe termina como ela previu há 50 anos atrás", diz a sentença uma vez que Marilyn Monroe sabia da polémica que poderia surgia em torno dos direitos da sua imagem.

"Sei que pertence ao público e ao mundo, não porque tenha talento e seja bonita, mas porque nunca pertenci a nada nem a ninguém", disse a atriz antes de morrer.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG