Música

Beyoncé processada por usar voz de cantor sem autorização

Beyoncé processada por usar voz de cantor sem autorização

Beyoncé utilizou vários excertos de vídeos do youtuber Messy Mya, que morreu em 2010, sem autorização prévia da família. Beyoncé pode ter de pagar 20 milhões de euros de indemnização.

Depois de ter anunciado estar à espera de gémeos, Beyoncé volta a estar em destaque na imprensa internacional, desta vez não pelas melhores razões. Segundo o site TMZ, a mulher do cantor de hip hop Jay-Z foi alvo de um processo em tribunal por usar a voz de Messy Mya.

A ex-integrante do grupo Destiny's Child usou a voz de Mya, cujo nome real é Anthony Barré, para a música "Formation", do seu mais recente álbum "Lemonade". A voz do entertainer pode ser ouvida em vários momentos da música em frases como: "what happened at New Orleans?" ("o que é que aconteceu em Nova Orleães?", em tradução livre), "bitch, I"m back by popular demand" ("P..., estou de volta por exigência popular") ou ainda "Oh, yes, I like that" ("Oh, sim, gosto disso"). Os excertos foram retirados dos vídeos "A 27 Piece Huh?" e "Booking The Hoes From New Wildin", que podem ser encontrados na conta de YouTube de Barré.

De acordo com a mesma publicação, a família de Messy Mya, que foi assassinado em 2010, decidiu levar o ocorrido à justiça norte-americana e exige uma indemnização no valor de 20 milhões de dólares (19 milhões de euros, aproximadamente) pelos direitos de autor e outros danos provocados pela intérprete do tema "Single Ladies".

PUB

A família da vítima alega, ainda, que tentaram contactar Beyoncé para chegarem a um acordo, mas que não obtiveram qualquer resposta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG