Gente

Diana de Cadaval e marido vivem "terror" na Costa do Marfim

Diana de Cadaval e marido vivem "terror" na Costa do Marfim

A duquesa Diana de Cadaval e o seu marido, Charles-Philippe d'Orléans, estavam na Costa do Marfim para um evento solidário e acabaram por presenciar os ataques terroristas que vitimaram 22 pessoas.

"Um dia de praia que se transformou em terror". É assim que Charles-Philippe d'Orléans, marido de Diana de Cadaval, resume, na sua página do Facebook, a experiência que ambos viveram, este domingo, na Costa do Marfim. Convidados para a gala da Fundação Crianças da África, liderada pela primeira-dama do país africano, Dominique Ouattara, o príncipe e a duquesa portuguesa acabaram por presenciar o ataque orquestrado por seis terroristas (entretanto já abatidos), do qual resultaram 22 mortos.

"A Diana e eu acabámos de ser apanhados num ataque terrorista com reféns, feridos e mortos em Grand-Bassam. Um dia de praia que se transformou em terror. Saímos ilesos e acabámos de chegar ao nosso hotel em Abidjan", escreveu Charles-Philippe, na rede social, momentos após o incidente.

À revista francesa "Paris Match", relatou o episódio em maior detalhe: "O primeiro tiro parecia um foguete. Havia uma multidão enorme na praia e toda a gente ficou petrificada. Depois, houve um segundo tiro e todos começaram a correr em todas as direções. Sentimo-nos cercados".

O ataque terrorista teve como alvo três hotéis desta zona turística. Dos 22 mortos confirmados até agora, 14 são civis.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG