Justiça

Fotografias de Meghan Markle usadas para baixar indemnização a Kate Middleton

Fotografias de Meghan Markle usadas para baixar indemnização a Kate Middleton

Os advogados da revista francesa "Closer" vão utilizar em tribunal fotografias provocadoras tiradas a Meghan Markle em 2013, alegando que a indemnização paga a Kate Middleton por ter sido fotografada em topless deve ser reduzida.

Em setembro do ano passado, a revista "Closer" foi condenada a pagar uma indemnização de 103 mil euros aos duques de Cambridge por ter publicado fotografias de Kate Middleton em topless no ano de 2012.

Os advogados da publicação consideram a indemnização excessiva e decidiram recorrer da decisão do tribunal. Segundo o "The Telegraph", os responsáveis pela defesa da revista afirmam que é "hipócrita" conceder uma quantia tão grande aos duques de Cambridge quando outros membros da família real tiram "fotografias sensuais".

A defesa vai usar em tribunal imagens de uma produção fotográfica que Meghan Markle fez para a revista "Men's Health" em 2013 e ainda um vídeo no qual a ex-atriz despe a roupa. O argumento é o de que membros da monarquia britânica já posaram para fotografias provocadoras de livre vontade, ainda que Meghan não fizesse parte da família real naquela altura.

Fotografias da atual duquesa de Sussex em topless - tiradas antes de fazer parte da família real britânica - também poderão ser utilizadas pelos advogados da "Closer" de forma a reduzir os valores da indemnização.

Ao que o "The Telegraph" conseguiu apurar junto de fonte próxima da família real, o palácio de Kensington considera que as imagens em topless foram "adulteradas" e que poderão ter sido captadas sem o conhecimento de Meghan Markle.

ver mais vídeos