Alimentação

Rita Pereira: "Eu só comer comida saudável é um mito"

Rita Pereira: "Eu só comer comida saudável é um mito"

Com um corpo invejável, a atriz negou ser extremista no que à alimentação diz respeito. Come de tudo, garante, sem nunca esquecer as suas tapiocas.

Comida saudável, sim, mas nem sempre. Há momentos para pequenos pecados gastronómicos. Quem o garante é Rita Pereira, em declarações ao JN. A atriz foi, este sábado, a convidada especial de "Kavala Fresk Feastival", evento cabo-verdiano do cartaz da 10ª edição do festival gastronómico "Peixe em Lisboa", que termina este fim de semana na capital.

A atriz de 35 anos fez questão de estar no Pavilhão Carlos Lopes, onde decorre o evento, dada a ligação especial que tem com a organizadora, Josina Freitas. Mas não só. Também o laço emocional que liga a atriz ao país africano é singular. "Já vou a Cabo Verde há 15 anos, duas a três vezes por ano. Tenho amigos artistas cabo-verdianos, que eu acompanho muito - a Sara Tavares e o Dino D' Santiago. Também através deles vou sabendo o que se passa em Cabo Verde. Sou sempre muito feliz em Cabo Verde e com cabo-verdianos", conta Rita Pereira ao nosso jornal.

A atriz da TVI, que está em cena com a peça "39 Degraus", afirmou não ser radical nas escolhas alimentares que faz para manter a boa forma física.

"Eu sou adepta de todo o tipo de alimentação. Tanto como uma feijoada gigante, como torresmos, como uma tapioca saudável. Portanto, isso de eu só comer comida saudável é muito um mito que as pessoas criaram. Eu sou uma das figuras públicas que mais defende que devemos comer um bocadinho de cada coisa. Tu vais ao meu Instagram e não vês só sumos verdes e batidos. De todo! Vais ver feijoada, vais ver cachupa e vais ver cavala frita, que foi o que eu acabei de almoçar. E muita tapioca", explica Rita, contrariando a ideia de que para ter um corpo de sonho tenha que estar sempre presa a dietas.

Rita Pereira está ligada ao negócio gastronómico desde que abriu, no final do ano passado, a Beiju Tapiocaria, que já conta com "cinco restaurantes abertos" e que "está a correr muito bem". O próximo passo, avança a própria, é abrir novos pontos de venda, desta vez rumo ao "Norte do país".