Polémica

Ator da série "Empire" foi detido pela polícia

Ator da série "Empire" foi detido pela polícia

Jussie Smollet foi detido, esta quinta-feira, após ser acusado de apresentar uma denuncia falsa sobre agressão.

O ator da série "Empire" foi detido na sequência de uma acusação de denúncia falsa, quando afirmou ter sido vítima de um ataque racista e homofóbico, em Chicago, no final do mês de janeiro. Foi acusado de conduta desordeira, um crime que o pode levar, se condenado, a passar de um a três anos na prisão, informou a polícia de Chicago, na quarta-feira.

As autoridades tentaram entrar em contacto com Todd Pugh e Victor Henderson, os advogados de Jussie Smollett, para negociar a acusação, disse Anthony Guglielmi, porta-voz da polícia de Chicago. No entanto, os advogados do ator afirmaram que pretendem conduzir a investigação até ao fim. "Como qualquer outro cidadão, o Sr. Smollett tem direito à presunção de inocência", disseram os advogados em comunicado.

Inicialmente, o ator relatou às autoridades que foi espancado por dois homens que, enquanto gritavam insultos racistas e homofóbicos, despejaram uma substância desconhecida sobre ele e lhe enrolaram uma corda ao pescoço. Porém, a investigação do alegado ataque mudou de rumo quando os dois irmãos nigerianos acusados de atacar Jussie Smollet, que integraram a equipa da série "Empire", em que o ator participa, disseram à polícia que foram pagos para o atacarem no passado dia 29 de janeiro.

Os dois homens, com 25 e 27 anos, saíram dos EUA depois do alegado ataque e foram detidos, dia 13 de fevereiro, quando regressaram ao país mas foram libertados dois dias depois.

À CNN, os advogados do ator disseram que ele ficou "devastado" com os desenvolvimentos. "Como vítima de um ataque de ódio, que cooperou com a investigação policial, Jussie Smollet está furioso e arrasado com os relatos recentes", explica a estação norte-americana, citando comunicado dos advogados. "Ele sente-se ainda mais vitimizado pelas alegações de que dão conta que ele terá participado no seu próprio ataque".

Várias celebridades condenaram o suposto ataque nas redes sociais, quando o ator foi hospitalizado. A vencedora de um Oscar Viola Davis partilhou uma foto de Jussie no Instagram. O mesmo fez a atriz Grace Byers. "Este ato desprezível só revela vergonhosamente como as doenças de ódio, desigualdade, racismo e discriminação continuam a percorrer as veias do nosso país", lê-se na legenda.