Conversa

Bárbara Branco: "Novelas ensinaram-me muito"

Bárbara Branco: "Novelas ensinaram-me muito"

Atriz, de 19 anos, participa no "Dança com as estrelas", na TVI, onde compete contra o namorado. Porém, o teatro é o caminho.

Desafiada a substituir Jessica Athayde na atual edição do "Dança com as estrelas", na TVI, Bárbara Branco não hesitou e saltou para a pista com determinação. "O programa já tinha começado há algumas semanas e era impensável para mim ser convidada para fazer parte do leque de concorrentes, ainda para mais com o 'Dança' já a decorrer. Sempre gostei muito de dançar e sempre gostei de desafios. A proposta juntava ambos. Disse logo que sim", confessou ao JN.

Enquanto atriz, Bárbara, com 19 anos, já fez alguns musicais, por isso "a dança já antes fazia parte do trabalho". "Não deixa de ser um desafio ter de interpretar uma personagem diferente todas as semanas, consoante o estilo que estamos a dançar", frisou.

Para ela, "vencer é uma hipótese, não um objetivo". "Não entrei no programa para ganhar. Entrei para me divertir e para aprender o mais possível", assegura.

O namorado, o ator José Condessa, também está em competição, mas "não há rivalidades". "Há muita entreajuda, muito amor e respeito. Já trabalhámos juntos várias vezes e, para mim, e acima de tudo, é um privilégio muito grande poder partilhar mais uma aventura profissional com ele", acrescenta, admitindo um "tira-teimas" entre eles.

Na ficção, também na TVI, Bárbara destacou-se como a irreverente "Guta" na novela "A impostora" e, mais recentemente, como a inconsequente "Sandra" em "Jogo duplo". "Tanto uma como a outra apareceram em alturas fundamentais para mim, a nível profissional, e cada uma delas, a seu tempo, ensinaram-me muito", assume a atriz". A estreia em televisão foi na série da RTP "Água de mar", em 2014.

Escolha no 9.º ano

Foi no 9.° ano que Bárbara Branco percebeu que queria ser atriz. "Tinha economia e teatro em mente. Mas o meu coração batia pelo teatro. A escolha não foi difícil", recorda. E, agora, gosta mais de teatro ou de novelas? "Nasci no teatro, mas as novelas ensinaram-me muito. Ambos são desafiantes e fontes de aprendizagem. Não sei escolher. Sou atriz. Gosto de representar", responde, antevendo um ano com muito palco.

"Vem aí "Romeu e Julieta", de William Shakespeare, no Teatro da Trindade, com encenação do João Mota. Começamos a ensaiar em fevereiro e estreamos em abril. E, lá para setembro, vou fazer a "Lulu", no Teatro Experimental de Cascais, com encenação do Carlos Avilez".