Pessoas

Dos milhões da moda a sem-abrigo em Barcelona: a história de vida de uma top model dos anos 80

Dos milhões da moda a sem-abrigo em Barcelona: a história de vida de uma top model dos anos 80

Nastasia Urbano foi uma das modelos mais emblemáticas nos anos 80, tendo sido musa da Yves Saint Laurent. Quase a fazer 60 anos, fruto de um casamento ruinoso que a deixou sem nada, vive agora nas ruas de Barcelona e há já uma campanha no portal GoFundMe para a ajudar.

"Não tem onde viver e não tem dinheiro para cobrir as suas necessidades básicas... Necessita de arrendar um pequeno apartamento, pagar três meses de fiança, comprar o básico para se sentir uma pessoa normal e começar de novo", lê-se no texto que lança a iniciativa solidária na internet.

Daniel Mirabal foi quem criou a campanha a favor de Nastasia, "uma amiga íntima" que já confessou o desejo de "viver dignamente". "Estou esgotada de ir sobrevivendo. Desde o fundo do coração, muito obrigada a quem me está a ajudar", acrescentou a antiga top model.

Os tempos em que Nastasia Urbano ocupava a primeira página de revistas pelas melhores razões, à boleia da moda, são passado e é pelas ruas que tenta agora a sua sorte, vivendo inclusive junto a um multibanco da cidade Condal.

Nascida na Suíça, foi em Barcelona, de onde eram os pais, que se lançou como modelo, não tardando a "voar"até Milão, depois de conhecer o famoso fotógrafo Fabrizio Ferri, afirmando uma carreira de sucesso.

"Viajava por toda a Europa em trabalho, chamavam-me de Londres para fotografar catálogos, logo ia a Paris, ia muito bem. Era muito solicitada. Então foi para Nova Iorque, pois no mundo da moda, uma vez que fizeste a Europa, vais a Nova Iorque para provar", recordou, há dias, ao "El Períodico".

Nastasia tinha apenas 20 anos quando aterrou na "Big Apple" e não tardou a ser contratada pela poderosa agência Ford, passando a figurar nas principais revistas do mundo e a fazer importantes campanhas publicitárias, tendo sido imagem do perfume Opium da Yves Saint Laurent.

Nessa altura, como reconheceu, "vivia como uma rainha", ganhando cerca de um milhão de dólares por 20 dias de trabalho durante três ou quatro anos, mas o amor acabou por a desgraçar. O ex-marido e pai dos filhos, Rebecca e Oliver, deixou-a apenas com a roupa do corpo.

"A única coisa boa desse relacionamento foram os meus filhos, o resto foi horrível", contou Nastasia, acrescentando: "Ele pagou tudo com o meu dinheiro. Apenas dois dias após o ter conhecido, ele quis que eu lhe comprasse um BMW e eu, como uma idiota, assinei um cheque. Estava apaixonada".

Volvidas três décadas, tenta levantar-se através de trabalhos precários - "a limpar casas, a cuidar de crianças-, reconhecendo que as pessoas à sua volta se afastam. Nos últimos dias, estava em casa de "um amigo, Toni, que é um anjo", mas sabe que não pode ser para sempre, sendo o futuro uma incógnita.

Por não querer chatear, Nastasia Urbano não pede ajuda aos filhos, reconhecendo que a filha "tem ataques de ansiedade" por sua casa. Ela também sofre de depressão e só anseia por ter a sua casa para receber os netos e fazer-lhes bolachas para o lanche.

Para quem, um dia, foi convidada para o casamento de Madonna com Sean Penn ou almoçou e jantou com Jack Nicholson, Andy Warhol, Roman Polanski, e privou com Melanie Griffith e Don Johnson, entre outras celebridades, voltar a ter um teto e "pagar as próprias contas" é um sonho que quer agora alcançar.