Venezuela

Fabiana: a mulher que é o ombro de Guaidó nas redes sociais

Fabiana: a mulher que é o ombro de Guaidó nas redes sociais

Mulher do presidente interino da Venezuela em luta contra Maduro.

Chama-se Fabiana Rosales , tem 26 anos e há nove que está ao lado de Juan Guaidó, o homem de 35 anos que o Parlamento Europeu já reconheceu como presidente interino da Venezuela. Têm uma filha, Mariana Eugénia, que fará dois anos em maio.

Guaidó, um influenciador que lidera a Assembleia Nacional e que se autoproclamou "presidente encarregado da Venezuela", defende a saída de Nicolás Maduro da presidência e eleições livres. Fabiana quer o mesmo e faz a luta nas redes sociais, sobretudo no Instagram onde, em dois dias, passou de 150 mil a mais de 240 mil seguidores.

Embora longe dos 2,4 milhões de seguidores do marido, Fabiana vai ganhando terreno ao tentar uma revolução na Internet que traga contribuições para os direitos do povo que ela cola à causa que o marido defende para o país.

Natural de uma pequena cidade em Mérida, Fabiana Rosales, a mulher que pode tornar-se na primeira-dama da Venezuela, foi criada de forma muito católica e chegou a ser acólita. Formada, em 2013, em Jornalismo e Comunicação Social, Fabiana comentou, publicamente, que "ser jornalista em tempos de ditadura, onde dizer a verdade ou pensar diferentemente é crime, não é fácil, mas ser jornalista e saber que estamos do lado certo da história para conseguir melhor Venezuela é tão gratificante que afugenta todos os medos".

Ultimamente, as redes sociais têm servido para Fabiana mostrar que é o braço-direito do marido, sempre num tom simples e grato. A política não é, porém, campo estranho. A jornalista trabalhou na Assembleia Nacional e participou em ações pelos direitos humanos. Nos últimos seis anos é uma entusiasta e membro do evento que Guadió organiza, "Popular Will".

Se percorrermos as fotos que partilha, elas revelam alguém simples, que viajou pelos Estados Unidos da América e esteve no Rio de Janeiro. A 22 de janeiro, quando os militares rodearam a habitação do casal, Fabiana partilhou um vídeo dirigido aos familiares dos soldados, a quem pediu para protegerem civis. Como ela.