Separação

Irina deixou Bradley porque queria casar

Irina deixou Bradley porque queria casar

Ao fim de alguns meses e vários rumores de crise, sexta-feira foi confirmado o fim do relacionamento de Irina Shayk, de 33 anos, e Bradley Cooper, de 44, e rapidamente começaram a ser especuladas as causas da rutura.

Para muitos, a proximidade do ator norte-americano a Lady Gaga, depois de terem protagonizado "Assim nasce uma estrela", o filme por ele realizado, foi o motivo, mas parece que foram outras razões a ditar a separação e por iniciativa da modelo russa.

Ao site "Entertainment Tonight" foi dada a garantia de que o namoro de quatro anos acabou por Irina se ter cansado de esperar por um compromisso mais sério, desde o nascimento da única filha do casal, Lea de Seine, há dois anos.

"A Irina tinha grandes esperanças no futuro juntos e achava que quando a bebé nascesse, iriam encontrar tempo para casar, mas nunca aconteceu", adiantou uma fonte, acrescentando que "ela queria mais do Bradley em todos os sentidos. Mas estava infeliz porque sentia que ele passava demasiado tempo a trabalhar".

A mesma fonte foi mais longe, garantindo que "Irina decidiu que já chegava": "Ela não sentia que estava a receber o nível de compromisso que desejava e as brigas infindáveis tornaram a vida deles num inferno". Nos últimos tempos, só Lea os unia, mas, perante as diferentes prioridades, não foi suficiente para manter a relação. E a imprensa avança ainda que o fim foi protelado para não ofuscar o lançamento do filme de Cooper.