EUA

Olivia Lua, a quinta atriz pornográfica a morrer em dois meses

Olivia Lua, a quinta atriz pornográfica a morrer em dois meses

A atriz porno Olivia Lua, também conhecida no mundo do cinema para adultos como Olivia Voltaire, foi encontrada morta, este sábado, num centro de reabilitação de Hollywood, na Califórnia, EUA.

Com esta morte, cujos contornos ainda estão por explicar, Olivia tornou-se a quinta estrela pornográfica a morrer em pouco mais de dois meses, apesar de não existir, oficialmente, uma relação entre as mortes das outras mulheres que perderam a vida nos EUA e Canadá.

"Recentemente, fizeram-se muitos comentários sobre o número de estrelas de cinema para adultos que morreram no último ano. É com grande tristeza que informamos que a lista aumentou", escreve em comunicado a agência LDA Direct Models.

Olivia Lua começou a carreira na indústria pornográfica em 2016 e em outubro de 2017 decidiu fazer uma pausa, tendo entrado recentemente num centro de reabilitação, depois de ter tentado fazer um tratamento em casa.

Segundo o site XBiz, família e amigos tinham-se mostrado preocupado com a quantidade de medicamentos prescritos a Olivia e com o perigo que estes representavam, caso fossem misturadas com drogas recreativas ou álcool.

Olivia Lua é a quinta atriz pornográfica a morrer nos últimos tempos, depois de as norte-americanas Olivia Nova, de 20 anos, e Yurizan Beltran, de 31 anos, e as canadianas August Ames, de 23, e Shyla Stylez, de 35, terem sido encontradas mortas.

ver mais vídeos