Controvérsia

TVI arrisca nova polémica com programa que despe concorrentes

TVI arrisca nova polémica com programa que despe concorrentes

Depois das estreias de "Quem quer casar com o meu filho?", na TVI, e "Quem quer namorar com o agricultor?", na SIC, as noites de domingo prometem dar que falar, com a estreia de "Começar do zero".

Inicialmente chamado de "O contentor", o novo programa da estação de Queluz de Baixo apresenta-se como uma "nova experiência social".

Pimpinha Jardim andou na terça-feira pelo Saldanha, em Lisboa, a promover o reality show que "vai ensinar a viver sem nada".

No passado domingo, a TVI passou as primeiras imagens do programa, numa "emissão especial". As imagens de duas irmãs totalmente despidas a pedirem t-shirts emprestadas a uma vizinha ficaram na retina, mas acabaram por ser ultrapassadas, na polémica, pelas mães dos participantes de "Quem quer casar com o meu filho?", emitido logo a seguir e que muitos acusam de não respeitar a dignidade da mulher. Antes do canal colocar tudo a nu pelas audiências, é mesmo o programa das "sogras", conduzido por Leonor Poeiras, que está sob fogo, assim como o concorrente "Quem quer casar com o agricultor?, apresentado por Andreia Rodrigues, na estação de Paço de Arcos, por causa do conteúdo "machista".

Contactada pelo JN, a ERC confirmou ter recebido novas queixas contra os formatos, recusando-se a adiantar pormenores.

Apesar das polémicas, os diários dos dois programas preenchem os finais de tarde, mas na TVI houve uma baixa. Mafalda, de 26 anos, estava entre as cinco pretendentes do estudante de logística Tomás Alves, mas não aguentou "a pressão".

Nos dois, há participantes conhecidas por outras experiências, até porque há quem tenha participado no programa "First dates".

Foi o caso da atriz de filmes para adultos Sónia Kel, que está na TVI, ou de Raquel Lourenço que tenta agora a sorte na SIC, onde tem a concorrência de Soraia Araújo, que é modelo da "Playboy".