Drama

Iva Domingues revela depressão após morte do pai

Iva Domingues revela depressão após morte do pai

Tinha 13 anos quando viu o pai morrer, vítima de um enfarte do miocárdio, o que obrigou Iva Domingues a cuidar da mãe, que ficou "muito fragilizada".

Foram "três anos" para fazer o luto, como contou a Fátima Lopes, no "A tarde é sua", na TVI.

Convidada pela estação onde antes se afirmou, Iva, de 43 anos, abriu o coração e recuou até à "adolescência difícil". Afinal, "era muito mais ligadona ao meu pai do que à minha mãe. [A sua morte] Foi um choque brutal", afirmou. Na sequência, aos 17 anos, lidou "com uma depressão diagnosticada e um esgotamento". Ficou "nove meses sem ir à escola", mas fez exames e não perdeu nenhum ano, acabando por "entrar no curso e na universidade que queria".

No dia em que fez 26 anos, a comunicadora estreou-se na maternidade com o nascimento de Carolina, fruto da relação entretanto terminada com o jornalista Pedro Mourinho. A filha faz 18 anos em setembro, mas "será sempre a prioridade". Iva Domingues nunca lhe cortou as asas, ao ponto de ter apoiado o seu sonho de estudar Cinema, nos Estados Unidos. Com ela, em 2017, mudou-se para Los Angeles, só regressando a Portugal, no ano passado, para trabalhar no Canal 11. "A minha filha é tudo para mim, não vivo sem ela", declarou a Fátima Lopes, mesmo estando agora a milhares de quilómetros da jovem. Orgulhosa, revelou que a filha já entrou numa universidade americana.

Iva Domingues falou ainda da boa relação com os ex-companheiros: o pai da filha, mas também Vasco Vilarinho e Ângelo Rodrigues. "São coisas que ficam resolvidas", sublinhou, "acrescentando que amor a mais nunca é demais", até na forma como Carolina também continuou a lidar com os "padrastos".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG