Monarquia

Juan Carlos de volta a Espanha após 655 dias de exílio

Juan Carlos de volta a Espanha após 655 dias de exílio

Rei emérito chegou esta quinta-feira a Sanxenxo, na Galiza, para participar numa regata. O reencontro com
a família está marcado para a próxima segunda-feira em Madrid.

Quase dois anos depois de se ter exilado em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos, Juan Carlos cumpre o desejo de voltar ao país natal. O rei emérito aterrou esta quinta-feira, ao final da tarde, no aeroporto de Vigo, com destino a Sanxenxo, em Pontevedra, a pretexto da Taça de Espanha de regatas, que decorre até domingo naquela localidade. Deverá ficar até segunda de manhã, na companhia da filha mais velha, a infanta Elena, e de Don Pedro, duque de Calabria, em casa do amigo Pedro Campos, presidente do Real Club Náutico de Sanxenxo.

O momento mais aguardado será quando Juan Carlos surgir publicamente no evento, na próxima sexta-feira, por volta das 3 da tarde espanholas, momento em que arrancará a competição do Troféu InterRías do circuito da Taça de Espanha 2022 de classe 6mR. Só depois da reunião dos timoneiros das embarcações participantes é que se saberá se o antigo monarca volta a assumir o leme do Bribón 500 - o veleiro com o qual se sagrou campeão do mundo -, ou se ficará apenas como espectador da prova.

Numa altura em que o rei emérito regressa à Espanha, 655 dias depois, a sua esposa, Dona Sofía, está em Miami, nos Estados Unidos, onde esta semana participa nas celebrações do V centenário da circunavegação de Fernão Magalhães e Juan Sebastián Elcano, enquanto patrona honorífica do Queen Sofía Spanish Institute. No entanto, é esperado o reencontro com Juan Carlos, segunda-feira, na capital espanhola.

Antes de o pai do rei Felipe VI regressar a Abu Dabhi, onde estabeleceu residência "de forma permanente e estável" em agosto de 2020, no mesmo dia, a família reunir-se-á novamente num almoço no Palácio da Zarzuela, nos arredores de Madrid. Algo que não acontece há dois anos e que foi combinado previamente por telefone com Felipe.

Tudo acontece depois de, a 2 de março, o ministério público encerrar o caso sobre os contornos dos negócios no estrangeiro de Juan Carlos, que levou a que este se refugiasse nos Emirados Árabes Unidos. "Viajar frequentemente a Espanha para visitar a família e amigos, e organizar a sua vida pessoal e o seu local de residência em âmbito de caráter privado" é agora o objetivo do antigo rei, divulgado em comunicado pela Casa Real.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG