Revelação

Maria Miguel: A menina dos papás que domina a passarela

Maria Miguel: A menina dos papás que domina a passarela

Poderosa na passarela e perante as câmaras, uma menina nos bastidores. Assim é Maria Miguel, de 19 anos, a modelo portuguesa que a Saint Laurent lançou internacionalmente há dois anos e que voa agora sem exclusividade, a partir de Nova Iorque, onde vive atualmente.

A modelo nasceu em Braga, viveu em Luanda (Angola), mas diz que é do Porto "há cinco anos": "É aqui a minha casa, onde tenho os meus pais, os meus irmãos e os meus amigos". Foi onde regressou para desfilar no Portugal Fashion. "É a primeira vez, desde que comecei a trabalhar lá fora. Estou muito feliz", destaca. Também é hora, claro, de matar saudades. No quotidiano, "quando não estou a trabalhar, nem penso em moda. Cá, tento estar com a minha família - sou muito apegada e, às vezes, até durmo com os meus pais - e com os meus amigos. Para abstrair-me do trabalho", conta a top model.

Descoberta em 2016

Foi em 2016 que Maria venceu o concurso "L" Agence Go to Model" e nunca mais parou, mesmo sem ambições previamente assumidas. "Parece que ainda foi ontem e não estava nada à espera... Não sei se é pela profissão ou pela idade, mas o tempo passa muito rápido", reconhece. Mesmo no estrangeiro, percebe a repercussão do seu trabalho em Portugal, mas prefere "não pensar muito nisso". "Assusta-me imenso", confidencia, acrescentando ainda que não faz grandes planos: "Deixo as coisas fluírem e o que vier, veio".

Ainda no 12.º ano

A par da carreira profissional, com presenças nas principais semanas de moda para grandes marcas, Maria Miguel mantém os estudos: "Estou no 12.° ano e na minha escola apoiam-me muito. Só tenho de estar no dia de exames. O problema é que, no ano passado, no dia em que tinha os exames para acabar, tive um desfile. Mas agora é para concluir e, depois, seguir Gestão na faculdade, como a minha mãe". Com noção de que já é referência para adolescentes que almejam seguir-lhe as pisadas, tenta ser exemplo, embora assuma que não tem "a cabeça muito no sítio". "Não sou rebelde, gosto de fazer o que quero, sou um bocado teimosa", atira, bem disposta.

Aos quatro anos, Maria Miguel começou a jogar futebol e sonhou chegar aos calcanhares de Cristiano Ronaldo (até porque é sportinguista ferrenha) no universo feminino. Longe dos relvados, acabou por se afirmar na dianteira da moda, deixando as fintas e remates para outras jornadas. "Jogo de vez em quando com os meus amigos, mas se tenho um arranhãozinho é logo gritos por todo o lado. Por isso, a sério, não posso", confessa, antes do desfile de Miguel Vieira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG