O Jogo ao Vivo

Televisão

Mentores do "The Voice Portugal" prometem "respeito" e "incentivo" em dia de estreia

Mentores do "The Voice Portugal" prometem "respeito" e "incentivo" em dia de estreia

RTP1 estreia esta noite o programa de talentos musicais. Mentores prometem incentivar os participantes. O JN falou com Marisa Liz, Aurea e Diogo Piçarra.

O "The Voice Portugal" regressa hoje aos serões de domingo da RTP1. O programa de talentos, que lançou nomes como Fernando Daniel ou Luís Trigacheiro, e que deu uma segunda oportunidade a Rui Drumond, continua a ser apresentado por Catarina Furtado e Vasco Palmeirim. Os responsáveis por decidir quem ganha ou perde são os músicos António Zambujo, Marisa Liz, Diogo Piçarra e Aurea.

Os quatro mentores vão ser confrontados com histórias de vida dramáticas, como a de Ava, que saiu do Irão há três anos com a esperança de ser livre e fazer o que mais gosta: cantar.

"O balanço é sempre positivo. São sempre vozes incríveis. E este ano não é exceção", garante Diogo Piçarra ao JN. Pouco antes estivera a brincar com Aurea, que está nos bastidores do programa gravado na Herdade da Barroca d"Alva, em Alcochete. "Ficava mesmo feliz se tu ganhasses. Pelo tempo que estás aqui, acho que merecias", disse o músico.

"Temos momentos incríveis, não só das atuações, como no pós-atuação, com concorrentes super engraçados e com histórias de vida fantásticas", conta Aurea, enquanto se lamenta dos saltos altos: "Tenho os pés cheios de bolhas e uma entorse no pé esquerdo".

"Mesmo quando não passam, os participantes surpreendem-nos com o seu "fair play". As pessoas estão mais maduras e há muitas que estudam música e já fazem disso vida", lembra o músico. Aurea refere que os concorrentes já sabem ao que vão. "As pessoas já estão habituadas a este formato e percebem que tratamos toda a gente com o mesmo respeito e igualdade. E, passem ou não, as pessoas merecem sempre uma palavra de carinho, de incentivo, de segurança, para que possam voltar".

Do outro lado do estúdio, o JN encontra Marisa Liz. A vocalista da banda Amor Electro admite a expectativa. "Nunca sabemos o que vai acontecer. Parece quase impossível haver tanto talento, mas já temos esta conversa há anos, malta!", brinca. "Parece que as pessoas saem debaixo das pedras com este talento. Acho que são todas feitas num armazém específico de talentos", acrescenta Marisa Liz, a sorrir. "Temos momentos maravilhosos de música e há pessoas que nunca tivemos cá. Além dos sonhos, já temos malta que trabalha para que ele aconteça mesmo."A artista complementa a ideia: "São pessoas que estudam música, que tocam e compõem. Estão genuinamente interessadas em passar uma mensagem. E têm mesmo uma ideia para passar".

PUB

Marisa Liz concorda com Diogo Piçarra e Aurea em relação ao respeito que merecem os concorrentes. "Há malta que fica triste, mas a maior parte das pessoas vê o 'The Voice' como oportunidade. Mesmo que as cadeiras não virem, é dado um palco para os participantes mostrarem a sua música."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG