Divórcio

Mudança de placas: ministra da Agricultura adota nome de solteira

Mudança de placas: ministra da Agricultura adota nome de solteira

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, passou a adotar institucionalmente o nome de solteira, após ter avançado para o divórcio.

A governante, de 49 anos, já mandou fazer uma primeira mudança nas redes sociais: de Maria do Céu Albuquerque, o perfil institucional no Facebook passou já a estar identificado como Maria do Céu Antunes.

Mas o JN apurou junto de fontes oficiais que as futuras placas inaugurais, que venham a ser descerradas pela ministra da Agricultura nos próximos dias, já terão o nome de solteira.

Maria do Céu Oliveira Antunes chegou ao Governo na anterior legislatura, quando foi ocupar a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Regional. Com as legislativas e a saída de Capoulas Santos da Agricultura, devido a um alegado diferendo com António Costa por as florestas saírem da sua tutela para o Ambiente, foi a escolha surpresa para o setor, tornando-se a segunda mulher a tutelar a área - depois de Assunção Cristas, no Governo PSD/CDS.

Licenciada em Bioquímica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, pós-graduada em Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz, casou muito jovem. Foi presidente da Câmara de Abrantes durante nove anos, até entrar no Governo.

Tem duas filhas, uma de 22 e outra de 24 anos.