Gente

Paul Walker morreu a 160 km/hora

Paul Walker morreu a 160 km/hora

A autópsia ao corpo de Paul Walker revelou que o ator morreu quando circulava a mais de 160 km/hora. Paul Walker e o condutor, Roger Rodas, morreram com a violência do embate, depois de o veículo se despistar e chocar contra um poste, perto de Los Angeles, nos EUA.

A velocidade foi mesmo a causa do acidente que tornou "impossível a identificação visual" dos ocupantes do veículo, revela o relatório divulgado pelo "Los Angeles Times".

Os corpos dos ocupantes tinham múltiplas fraturas e estavam queimados, mas os testes revelaram que os dois homens não tinham álcool ou drogas no sangue.

O relatório da autópsia acrescenta que "parecia que o veículo quase que se tinha partido ao meio", revela o jornal norte-americano, salientando que as lesões de Paul Walker impossibilitaram a doação de órgãos.

O porta-voz da polícia de Los Angeles afirmou que a velocidade exata a que ocorreu o acidente ainda não foi determinada, já que a investigação ainda não terminou. Ainda assim, uma primeira estimativa foi incluída no relatório da autópsia, indicando que a velocidade seria "insegura, na ordem dos 160 km/hora".

Paul Walker, um dos protagonista dos filmes Velocidade Furiosa, morreu no dia 30 de novembro, na sequência de um despiste a alta velocidade de um Porsche Carrera GT, nas imediações de Los Angeles, no EUA.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG